Doenças


Febre Catarral Maligna

A febre catarral maligna (FCM) é uma doença infecciosa viral que afeta principalmente bovinos e veados, apresentando alta mortalidade. O agente etiológico pertence à família Herpesviridae, subfamília Gammaherpesvirinae.

Uma característica epidemiológica importante da doença é que ela  ocorre quando há ovinos, gnus e provavelmente outros ruminantes selvagens em contato com bovinos. O diagnóstico é feito pelos dados epidemiológicos, sinais clínicos e lesões observadas na necropsia.

Na maioria das vezes a FCM ocorre de forma esporádica com poucos animais afetados, mas podem ocorrer em surtos afetando até 50% do rebanho.

Como reconhecer

O período de incubação em bovinos varia de 3 a 10 semanas. Os sinais clínicos incluem: febre; corrimento nasal e ocular muco-purulento; opacidade bilateral de córnea; sialorreia; diarreia; erosões e ulcerações em várias mucosas; linfadenopatia; dermatite e distúrbios neurológicos como incoordenação, agressividade, tremores musculares, decúbito esternal evoluindo para lateral permanente, opistótono, movimentos de pedalagem, apatia e depressão. 

A ocorrência da FCM em bovinos no Brasil foi recentemente revisada (RECH et al., 2005) e a enfermidade é descrita no nordeste, sudeste e sul do país.

Como tratar

Não se conhece medida eficiente de tratamento. Em casos de surtos, devem ser isolados os animais doentes.

Como evitar

Evitar a introdução de ovinos de áreas em que ocorra a doença.


Veja mais


  • 01
  • | Total: 1 items